Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LadyBird's Place

LadyBird's Place

Seg | 02.07.18

Roteiro Aldeias Avieiras do Tejo - A menos de UMA hora de Lisboa

Joana

A menos de uma hora de Lisboa a paisagem é outra! Aqui reinam a Lezíria, as planícies do Ribatejo, as longas extensões de plantação de tomate e arrozais e o rio com seus cavalos selvagens nos mouchões...

Para quem precisa de um fim-de-semana, ou até mesmo só um dia, fora da agitação da cidade e em contacto com a natureza mas sem fazer longas viagens tem aqui um belo passeio! E, se não quiserem conduzir têm sempre a possibilidade de realizar este roteiro com a CP, Rota dos Avieiros do Tejo

Vamos então a ele!

 

Onde Ficar

Têm sempre as opções Airbnb mas vou dar a conhecer opções de turismo rural!

Situada nos Casais que lhe dão o nome no concelho de Azambuja. Era uma antiga Adega que foi recuperada pela família e transformada em unidades de Turismo em Espaço Rural – Casa de Campo. A recuperação foi feita ao ponto de respeitar a traça original e tradicional do edíficio. Poderão inclusivé contar com uma piscina e área de relvado para crianças.

Alfaro.PNG

 O preço com pequeno almoço incluído anda à volta de 80€ por noite!

Alojamento em género de bungalows muito modernos! Localizado em  Vale de Santarém no concelho de Santarém.

villas.PNG

 O preço de um bungalow com um quarto fica a cerca de 70€!

 

Onde Comer

A especialidade como o nome indica são os grelhados! Pessoalmente, sou fã do bacalhau! Mas regra geral nunca nos desiludiu e em especial o atendimento! Ah, tem uma carta de vinhos digna de restaurante de elite bem como a decoração!

Uma refeição neste espaço fica entre 30€ a 40€, dependendo das sobremesas!

taberna.PNG

Há dois restaurantes com o mesmo nome, um em Santarém e outro no Cartaxo! Procurem pelo do Cartaxo! Este serve comida tradicional portuguesa! A refeição aqui ronda os 20€ a 30€!

taberna2.PNG

 O que fazer

Sugiro começarem na Azambuja e na rotunda de entrada da vila tomar a subida da ponte para atravessar a linha do comboio e entrar então na Lezíria!

Primeira paragem deverá ser Aldeia do Lezirão! Quando aqui fomos estavam nos preparativos para receber a Procissão de Nossa Senhora dos Avieiros do Tejo! Em festa portanto! Vale a pena passearem-se pelas ruelas que só permitem mesmo a passagem de pessoas! Caso esteja muito calor, existe um cafézinho mesmo em cima do rio!

Lezirão

Voltemos então à estrada principal do campo! Próxima paragem é a Aldeia da Palhota! Aqui viveu Alves Redol que até escreveu um livro sobre os Avieiros, o livro tem mesmo este nome! Eu já conhecia mas ele não! Nem lhe passava pela cabeça que morássemos tão perto de um sítio com história! Aqui reina a paz, o sossego! Como se o tempo parásse de contar! Desfrutem da sombra nos bancos que por lá estão e tirem fotos, muitas! E deixem-se perder pelas ruelas (isto será um pouco difícil!)! 

Alves Redol

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Casa típica de Alves Redol

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Barcos

 Tomamos de novo a estrada e chegamos a Valada! Tantos piqueniques que aqui fiz! E segundo me contou a minha mãe a primeira vez que andei de barco foi aqui! Não me lembro por isso estão a ver o quanto adorei não é?

Hoje existe aqui um bar - o River Park Valada - que tem uma praia fluvial com bar e desportos náuticos. Só está aberto durante o Verão. Prolonga-se pelo Outono mas até o tempo assim permitir. Aos fins-de-semana podem ter a sorte de apanhar um Sunset, é comun fazerem!

River Park

Se ainda tiverem tempo vão até ao Porto de Muge e atravessem a ponte Rainha Dona Amélia para a margem sul do Tejo! Deste lado existe a Aldeia do Escaroupim! O Roteiro da CP faz precisamente a refeição aqui pois tem um restaurante! Infelizmente desta vez não fomos e por isso não coloco foto! Mas quando for partilho!

Existem sítios ao longo do trajeto que vale a pena verem mas queria focar-me nas aldeias. No entanto, são eles: Palácio das Obras Novas e Praia Fluvial da Casa Branca! Chamo a atenção para o facto da praia não dar para banhar! Está abandonada bem como o Palácio! Uma pena mas é o que temos...

 

Se quiserem ler mais sobre este povo que em tempo povoou as beiras do Tejo sugiro a leitura do livro Avieiros de Alves Redol. Cliquem sobre a imagem para acederem ao site da Wook e adquiri-lo.

Avieiros.PNG

 

See ya 🐞 

1 comentário

Comentar post